Câmara de Comércio de Torrelavega apresenta em Madri o I Certame Aberto de Empreendimento

Câmara de Comércio de Torrelavega apresenta em Madri o I Certame Aberto de Empreendimento

O primeiro Certame Aberto de Empreendimento, organizado pela Câmara de Comércio de Torrelavega, em colaboração com a Fundação de Inovação e Desenvolvimento (FIDBAN), que acontecerá na capital de Besaya nos dias 20, 21 e 22 de abril, conforme divulgado na semana passada em Madri. O ato de apresentação aconteceu na Casa de Cantábria, em Madri. Antonio Fernández Rincón, presidente da Câmara de Comércio de Torrelavega, destacou o caráter regional do projeto, enfatizando “que tudo aquilo que favorece Torrelavega é positivo para Cantábria e viceversa”.

Fernández Rincón esteve acompanhado por Rafael de la Sierra, Conselheiro de Presidência e Justiça, Jorge Muyo, diretor de Inovação do Governo da Cantábria, Javier López Estrada, Vice-Prefeito de Torrelavega, José Luis Coll, pelo diretor de Apoio às Câmaras de Comércio da Espanha, Alfredo Pérez e Pedro Ortiz, coproprietários do Grupo Pitma, e Antonio Sainz, presidente do Instituto Europeu para o Empreendimento, assim como por representantes da Câmara Legislativa e por membros do júri.

O presidente da Câmara agradeceu aos assistentes pelo esforço de virem à capital espanhola para a apresentação e aos patrocinadores e colaboradores do certame por sua colaboração e contribuição já que, sem eles, a celebração do evento seria impossível. O Certame conta com especialistas de prestígio e destaque no campo do empreendimento, como Juanma Romero (RTVE), Andrés Dulanto (Agência EFE), Javier Nuche (Atresmedia), Alejandro Vesga (Revista Emprendedores), Sergio Valcárcel (sócios investidores), Juanjo Santacana (El Economista), Jesús Miguel Pérez (Tedcas) e María Tosca (Câmara Espanhola).  Todos eles compõem o júri que decidirá os projetos finalistas e ganhadores.

Para a agenda empreendedora que acontecerá no final do mês em Torrelavega, foram organizados vários eventos relacionados ao tema e serão entregues prêmios, dos quais 6 mil euros serão para o projeto mais bem avaliado dentre os apresentados.

Segundo Fernández Rincón, divulgar este Certame em Madri “é imprescindível para poder alcançar a difusão necessária para somar um grande número de projetos e que, dessa quantidade, saia uma qualidade que determinará o sucesso ou não do certame”.

Javier López Estrada, vice-prefeito de Torrelavega, destacou que o município espera que este Certame “se consolide e cresça”, a fim de posicionar Torrelavega como uma referência no mundo do empreendimento” e para ajudar “a levar adiante” muitos projetos de jovens espanhóis.

Nesse sentido, enfatizou que são esperados projetos de toda a Espanha, de modo que “servirão também de exemplo para todos os jovens de Torrelavega”.

José Luis Coll, diretor da área de Apoio à Rede de Câmaras de Comércio, indicou que a colaboração público-privada é fundamental porque “é o eixo que leva as câmaras a conectar o mundo empresarial e os empreendedores com as administrações públicas através da Câmara Espanhola, com o apoio da Administração Geral do Estado, os ministros e a câmaras de comércio regionais”.

Juanma Romero, diretora e apresentadora do programa Emprende, da RTVE, e membro do juri, ressaltou que, com iniciativas como esta, “a Cantábria pode se transformar no Vale do Silício espanhol, porque a ideia é que o epicentro do empreendimento nacional não se concentre mais apenas nas grandes capitais como Madri ou Barcelona, que a Cantábria ou a Múrcia possam ser um foco importante na criação de empresas e projetos interessantes”.

Depois do ato, Andrés Dulanto Scott, diretor de conteúdos digitais da Agência EFE, que também fará parte do júri, destacou que iniciativas como esta “demonstram que o empreendimento na Espanha não está limitado às ações de fomento que existem em cidades como Madri, Barcelona ou Valência”.

Do mesmo modo, o responsável pela seção de empreendedores da EFE acrescentou que “regiões como a Cantábria assumem uma importância cada vez maior no ecossistema empreendedor espanhol e permitem que muitas das iniciativas empresariais deem frutos”.

Este certame nasce pela vontade de apoiar empreendedores com projetos próprios, ajudando-lhes a transformar seus projetos em realidades empresariais, como destaca o presidente da Câmara, pela importância de espaços para empreendedores, lugares de reunião e encontro para os empreendedores da Cantábria, onde foi gestado o projeto agora apresentado e de onde “queremos oferecer uma oportunidade para dar visibilidade aos seus projetos e incentivar novos negócios”.

Para saber mais detalhes do Certame (regras, prazos, prêmios, etc.), acesse o site espacioemprendedores.org, onde estão reunidas todas as informações e condições para participação.