Maurizio Battino, Diretor Científico da FUNIBER, reconhecido pelo sétimo ano consecutivo entre os pesquisadores mais citados

Maurizio Battino, Diretor Científico da FUNIBER, reconhecido pelo sétimo ano consecutivo entre os pesquisadores mais citados

Maurizio Battino, Diretor Científico da FUNIBER e da Universidade Europeia do Atlântico foi incluído, pelo sétimo ano consecutivo, na lista dos pesquisadores mais citados realizada pela agência Clarivate Analytics.  

Este reconhecimento é reservado a apenas 0,1% dos pesquisadores do mundo inteiro e a lista inclui aqueles que publicaram artigos com um número excepcional de citações na última década.

O Dr. Battino tem uma longa carreira profissional e acadêmica. Ele é formado em Ciências Biológicas pela Universidade de Bolonha; obteve seu doutorado em 1990 com a tese “Ubiquinona: estudos em sistema-modelo e comparativos” perante o Ministério Italiano da Universidade de Roma. Em maio de 2001, a Universidade de Ancona o premiou como o “melhor pesquisador do ano” pela alta qualidade de sua produção científica e, em 2008. ele recebeu o título de Doutor Honoris Causa pela Universidade de Medicina e Farmácia “Carol Davila” de Bucareste (Romênia). 

Além disso, neste mesmo ano, a Universidade Europeia do Atlântico, que pertence à rede de universidades com a qual a FUNIBER colabora, apresentou-lhe a medalha de honra, considerada a mais alta distinção institucional concedida a pessoas físicas ou jurídicas por suas contribuições e méritos em nível acadêmico, social, cultural, científico ou técnico.

Maurizio Battino chegou à prestigiosa lista por sete anos seguidos graças a seus numerosos artigos publicados em revistas científicas de alto impacto, com publicações de grande relevância no campo da bioquímica nutricional e das propriedades das substâncias bioativas de origem vegetal com aplicações no estudo do envelhecimento, doenças cardiovasculares, obesidade e câncer, só para citar alguns. 

Em particular, cabe destacar os resultados dos estudos nos quais Battino participou sobre os efeitos de redução do colesterol de algumas variedades de morangos produzidos na fazenda experimental da Universidade Politécnica de Marche. O trabalho sobre os efeitos anticancerígenos e antiproliferativos do mel de Manuka, o famoso mel amargo da Sardenha, também teve impacto e foi amplamente divulgado em alguns dos principais meios de comunicação do mundo, incluindo Le Figaro, BBC, CNN, etc.

Maurizio Battino é também o diretor internacional do Área de Saúde e Nutrição da Fundação Universitária Iberoamericana (FUNIBER), graças a qual estabeleceu, desde 2005, na Universidade Politécnica de Marche, uma série de Mestrados e Cursos Avançados no campo da nutrição, da qual ele é o coordenador.

Seu último artigo científico está disponível no link a seguir: https://doi.org/10.1016/j.tifs.2021.11.010